Skip to content
free shipping throughout Brazil on purchases over R$ 150 reais | fixed shipping of BRL 9.90 to RJ and SP | interest-free installments in up to 3 installments
PROMO DE CARNAVAL! Compre 2 produtos (20% de desconto). Compre 3 produtos (30% de desconto). Compre 4 produtos (40% de desconto). Acesse aqui nossos produtos.

Óleo de Pracaxí - para que serve

Óleo de Pracaxí: para que serve, como usar, seus benefícios e efeitos colaterais.

O que é óleo de Pracaxí

O óleo de Pracaxí é um óleo vegetal que é derivado das sementes da árvore de Pracaxi, que é nativa de algumas regiões da América do Sul, incluindo a região amazônica do Brasil. Este óleo é conhecido por suas propriedades hidratantes e é frequentemente utilizado em produtos para a pele e o cabelo.

O óleo de Pracaxí contém níveis significativos de ácidos graxos benéficos, incluindo ácido behênico, que tem propriedades condicionantes notáveis. Ele também possui substâncias chamadas dilapiol e pratensein, que têm atividade antibacteriana e antifúngica.

No âmbito da sustentabilidade, é importante que a extração do óleo de Pracaxí seja realizada de forma responsável e sustentável, de modo a não contribuir para a degradação do meio ambiente. A exploração sustentável do óleo de Pracaxí pode proporcionar uma fonte de renda para as comunidades locais e ajudar a preservar a biodiversidade da região.

O que são óleos vegetais

Os óleos vegetais, conhecidos como óleos carreadores, são gorduras vegetais extraídas de plantas, sementes, frutos e troncos. Apresentam um alto poder de hidratação e nutrição para a pele e cabelo, sendo ideais para utilizar puros ou como veículo de diluição dos óleos essenciais.

Quais os benefícios e malefícios do óleo de Pracaxí

Benefícios do óleo de pracaxí:
  • Hidratação: Seu alto teor de ácidos graxos ajuda a hidratar a pele e o cabelo, proporcionando nutrição e maciez.
  • Condicionamento: É um excelente condicionador para o cabelo, devido à presença de ácido behênico.
  • Cicatrização: Pode acelerar a cicatrização de feridas e diminuir a aparência de cicatrizes na pele.
  • Tratamento de Estrias: Sua capacidade de cicatrização também o torna útil para tratar estrias.
  • Proteção Solar: Alguns estudos sugerem que pode oferecer uma certa proteção contra os raios UV.
  • Antioxidante: Contém antioxidantes que ajudam a proteger a pele e o cabelo contra os danos dos radicais livres.
  • Anti-inflamatório: Pode ter propriedades anti-inflamatórias que ajudam a acalmar a pele irritada.
  • Antimicrobiano: Suas substâncias, como dilapiol e pratensein, têm atividade antibacteriana e antifúngica.
  • Redução da Caspa: O óleo de Pracaxí pode ajudar a reduzir a caspa devido às suas propriedades antifúngicas.
  • Melhora a Saúde do Couro Cabeludo: Ao hidratar e nutrir o couro cabeludo, pode ajudar a promover a saúde geral do cabelo.
  • Controle do Frizz: Ajuda a selar a umidade no cabelo, reduzindo o frizz e dando ao cabelo um brilho saudável.
  • Estimula o Crescimento do Cabelo: Embora mais pesquisas sejam necessárias, alguns acreditam que pode ajudar a estimular o crescimento do cabelo.
  • Suaviza a Pele: Pode ajudar a suavizar a pele áspera e seca, promovendo uma textura de pele mais lisa.
  • Melhora a Elasticidade da Pele: O uso regular pode melhorar a elasticidade da pele, ajudando a prevenir os sinais de envelhecimento.
  • Redução de Manchas: Pode ajudar a reduzir a aparência de manchas e descolorações na pele.

Por favor, lembre-se que enquanto o óleo de pracaxí tem muitos benefícios potenciais, seu uso deve ser feito de forma consciente e, quando possível, sob orientação médica. 

Como usar o óleo de Pracaxí:

Como usar o óleo de Pracaxí na pele?

O óleo de pracaxi pode ser aplicado diretamente na pele ou misturado a outros produtos, como loções e cremes. Aqui estão algumas sugestões de uso:

Como um hidratante: Aplique algumas gotas do óleo de Pracaxí na palma da mão, esfregue as mãos e, em seguida, aplique na pele. Você pode fazer isso após o banho, enquanto a pele ainda está um pouco úmida, para ajudar a reter a umidade.

Como um tratamento para cicatrizes e estrias: Aplique algumas gotas do óleo diretamente nas cicatrizes ou estrias e massageie suavemente a área. Faça isso diariamente para melhores resultados.

Como parte de um óleo de massagem: O óleo de Pracaxí pode ser misturado com outros óleos essenciais e vegetais para criar um óleo de massagem personalizado. Certifique-se de diluir adequadamente os óleos essenciais antes de aplicar na pele.

Como um óleo de banho: Adicione algumas gotas de óleo de Pracaxí à água do banho para uma experiência hidratante e nutritiva.

Como um tratamento para manchas de pele: Aplique algumas gotas do óleo diretamente nas manchas de pele e massageie a área suavemente.

Lembre-se, embora o óleo de Pracaxí seja geralmente considerado seguro para uso tópico, sempre é uma boa ideia testá-lo numa pequena área da pele antes de começar a usá-lo regularmente para se certificar de que você não tem uma reação alérgica. E, se você tiver alguma condição de pele existente, como eczema ou psoríase, pode ser uma boa ideia consultar um dermatologista antes de usar o óleo de Pracaxí.

Como usar óleo de Pracaxí no cabelo:

O óleo de Pracaxí é bastante versátil e pode ser utilizado de diferentes maneiras no cabelo. Aqui estão algumas sugestões:

Como um condicionador profundo: Aplique o óleo de Pracaxí nos cabelos úmidos após a lavagem e deixe agir por pelo menos 15 minutos, depois enxágue. Este tratamento pode ajudar a suavizar e condicionar o cabelo, especialmente se estiver seco ou danificado.

Como um tratamento de couro cabeludo: Massageie algumas gotas do óleo no couro cabeludo antes de dormir. Isso pode ajudar a nutrir e hidratar o couro cabeludo, potencialmente ajudando a reduzir problemas como caspa.

Como um soro de cabelo: Aplique algumas gotas do óleo de Pracaxí no cabelo seco para ajudar a controlar o frizz e adicionar um brilho saudável. Tenha cuidado para não usar muito, pois pode deixar o cabelo pesado ou oleoso.

Como um estimulante de crescimento capilar: Massageie algumas gotas do óleo no couro cabeludo diariamente. Embora ainda seja necessária mais pesquisa, alguns acreditam que o óleo de Pracaxí pode ajudar a estimular o crescimento do cabelo.

Como sempre, é uma boa ideia fazer um teste em uma pequena área primeiro para garantir que você não tenha uma reação adversa. Além disso, se você tiver algum problema de saúde capilar, como perda de cabelo ou couro cabeludo muito sensível, pode ser uma boa ideia consultar um profissional de saúde antes de usar o óleo de Pracaxí.

Recomendações de uso e consumo

Massagem Corporal:

30 ml por uso 

Massagem Facial: 

05 ml por uso

Massagem Capilar:

05ml por uso.

Como é extraído o óleo de Pracaxí

O óleo de Pracaxí é extraído das sementes da árvore de Pracaxí, que cresce na região amazônica. A extração do óleo normalmente segue um processo como este:

Coleta das Sementes: As sementes da árvore de Pracaxí são coletadas, muitas vezes manualmente. Isso pode ser feito de forma sustentável, por meio da coleta das sementes que caem naturalmente das árvores.

Secagem das Sementes: Após a coleta, as sementes são normalmente secas ao sol. Isso pode levar vários dias. A secagem ajuda a reduzir o teor de umidade das sementes, o que facilita a extração do óleo.

Pressão a Frio: Uma vez que as sementes estejam secas, elas são pressionadas para extrair o óleo. Isso é normalmente feito através de um processo conhecido como prensagem a frio, que é o mesmo processo usado para a extração de muitos outros óleos vegetais. A prensagem a frio ajuda a preservar os nutrientes no óleo, pois não envolve o uso de calor.

Filtragem e Purificação: O óleo que é extraído durante a prensagem precisa ser filtrado e purificado para remover impurezas antes de ser usado.

Como sempre, é importante garantir que o óleo de Pracaxí seja extraído de forma sustentável e ética. Isso significa garantir que a coleta das sementes não contribua para a degradação ambiental e que os trabalhadores envolvidos na produção do óleo sejam tratados de forma justa e recebam um salário adequado.

Qual a aparência do óleo de Pracaxí

O óleo de Pracaxí tem uma aparência líquida e pode variar em cor, dependendo da qualidade do óleo e do processo de extração. Geralmente, ele tem uma cor amarelada a âmbar. A textura é geralmente ligeiramente viscosa, similar a muitos outros óleos vegetais. Seu aroma é leve e pode variar de neutro a levemente terroso ou amadeirado. Além disso, é bom lembrar que a qualidade, cor, textura e aroma podem variar de acordo com a marca e o processo de produção.

Quais os cuidados para tomar com o óleo de Pracaxí

Embora o óleo de andiroba seja seguro para a maioria das pessoas, existem algumas precauções que você deve considerar ao usá-lo:

Teste de Sensibilidade da Pele: Antes de aplicar o óleo de andiroba na pele, é aconselhável fazer um teste de sensibilidade. Aplique uma pequena quantidade de óleo na parte interna do pulso ou cotovelo e espere 24 horas para ver se ocorre alguma reação alérgica.

Uso Interno: O óleo de andiroba não deve ser consumido internamente sem a orientação de um profissional de saúde. Ele é tradicionalmente usado para fins tópicos.

Gravidez e Amamentação: Mulheres grávidas ou que estão amamentando devem usar o óleo de andiroba apenas sob a orientação de um profissional de saúde, pois existem poucos estudos sobre seu uso seguro nessas condições.

Armazenamento: O óleo de andiroba deve ser armazenado em um local fresco e escuro para preservar suas propriedades. O óleo deve ser mantido fora do alcance das crianças.

Qualidade e Pureza: Sempre procure por óleo de andiroba de alta qualidade e, se possível, orgânico. Existem muitos produtos no mercado que podem conter aditivos, diluentes ou impurezas. Confirme a qualidade do óleo antes de comprá-lo.

Uso com Outros Óleos ou Produtos de Pele: Se você estiver usando o óleo de andiroba em combinação com outros óleos ou produtos para a pele, assegure-se de que os ingredientes sejam compatíveis e seguros para usar juntos. Algumas combinações de ingredientes podem causar irritação ou reações adversas.

Lembre-se, se você tiver qualquer condição de saúde preexistente ou se estiver preocupado com possíveis efeitos colaterais, é sempre melhor consultar um profissional de saúde antes de usar o óleo de andiroba.

Como conservar o óleo de Pracaxí

Conservar o óleo de Pracaxí corretamente é fundamental para manter sua qualidade e eficácia. Aqui estão algumas diretrizes que você pode seguir:

Armazenamento em Local Fresco: Guarde o óleo em um local fresco e longe do calor direto. Evite deixá-lo perto de fontes de calor, como janelas expostas ao sol ou radiadores.

Vedação Apropriada: Certifique-se de que o frasco ou recipiente esteja bem fechado quando não estiver em uso. Isso evita que o oxigênio entre e oxide o óleo.

Evitar Contaminação: Use um conta-gotas ou uma colher limpa para tirar o óleo do frasco, se possível, para evitar a contaminação com bactérias ou sujeira.

Seguir essas orientações pode ajudar a manter o óleo de Pracaxí em boas condições, preservando suas propriedades benéficas e permitindo que você aproveite seus benefícios por mais tempo.

Qual o nome científico do Pracaxí

Nome Científico: Pentaclethra macroloba. Ela é uma espécie de planta na família Fabaceae e é nativa de áreas tropicais da América do Sul, incluindo a região da Amazônia.

Qual a composição química do óleo de Pracaxí

O óleo de Pracaxí é rico em ácidos graxos e outros compostos benéficos. A sua composição química inclui:

Ácido Behênico (Behenico): Este ácido graxo é notável por suas propriedades condicionantes, sendo especialmente benéfico para o cabelo. O óleo de Pracaxí tem um dos maiores teores de ácido behênico entre os óleos vegetais.

Ácido Oleico: Este é um ácido graxo monoinsaturado que é encontrado em vários óleos vegetais. É conhecido por suas propriedades hidratantes e regenerativas.

Ácido Linoleico: Este é um ácido graxo poli-insaturado da família dos ômega-6. É benéfico para a pele e cabelo, pois ajuda a manter a barreira lipídica, promovendo a hidratação e a saúde da pele.

Ácido Palmitico: Este ácido graxo é um emoliente natural, que ajuda a suavizar a pele e o cabelo.

Além desses ácidos graxos, o óleo de Pracaxí também contém substâncias como saponinas e taninos. É importante notar que a composição química exata pode variar dependendo de fatores como a qualidade do solo onde a planta cresce, as condições climáticas, o método de extração do óleo, entre outros.

Parte utilizada

Para a produção do óleo de Pracaxí, são utilizadas as sementes da árvore Pentaclethra macroloba. Essas sementes são coletadas, secas e depois pressionadas para extrair o óleo. Este processo de extração ajuda a preservar os ácidos graxos e outros compostos benéficos presentes nas sementes, resultando em um óleo rico e nutritivo que é altamente valorizado por suas propriedades cosméticas e terapêuticas.

Onde é encontrada a árvore da Pracaxí

A árvore de Pracaxí, ou Pentaclethra macroloba, é nativa de áreas tropicais da América do Sul. Ela é particularmente prevalente na região da Amazônia, onde cresce de forma abundante em várias áreas de floresta úmida.

Além do Brasil, a árvore de Pracaxí também pode ser encontrada em outros países amazônicos, incluindo Peru, Colômbia, Venezuela, Equador e Bolívia. A árvore cresce em uma variedade de condições e é capaz de se adaptar a diferentes tipos de solos e níveis de precipitação.

É importante notar que a coleta sustentável das sementes de Pracaxí para a produção de óleo pode desempenhar um papel importante na economia local dessas áreas e na conservação da floresta amazônica, oferecendo uma alternativa econômica à extração de madeira ou à conversão da floresta em pastagens ou campos agrícolas.

Qual a história do Pracaxí, a origem do Pracaxí

O uso do Pracaxi é uma prática antiga entre as comunidades indígenas e ribeirinhas, sendo reconhecido na medicina popular por suas propriedades benéficas. No entanto, somente recentemente ele passou a ser alvo de estudos científicos e explorado comercialmente.

Em 2008, no Pará, iniciou-se um movimento para incentivar a coleta de sementes de Pracaxi pelos moradores locais da floresta como uma fonte alternativa de renda. Como as árvores de Pracaxi geralmente crescem em áreas de inundação, suas sementes maduras caem na água e são transportadas pelos rios. A colheita ocorre frequentemente nas margens dos rios, embora também possa acontecer próximo às árvores. No entanto, a coleta em áreas de mata fechada pode ser desafiadora devido à presença de animais selvagens e outros perigos da floresta.

Em grande parte, são as mulheres e crianças que realizam a tarefa de coleta, tornando esta prática extremamente valiosa para o sustento das famílias da região. Além disso, o comércio de sementes tem desempenhado um papel importante na preservação ecológica da área. A colheita é feita sem a necessidade de derrubar a árvore ou quebrar seus galhos, e os habitantes locais têm a compreensão de que o ecossistema em que o Pracaxi cresce precisa ser preservado para que a árvore continue produzindo sementes de alta qualidade e em grande quantidade.

Empresas de cosméticos e farmacêuticas têm dedicado atenção ao Pracaxi, que é apenas uma das muitas espécies nativas da floresta amazônica que estão sendo estudadas por suas propriedades benéficas.

Palavras-Chave do Produto: Oleo Pracaxi, Óleo Pracaxi, Pracaxi, Pentaclethra macroloba

0 Comments

There are no comments for this article. Be the first one to leave a message!

Leave a comment

Please note: comments must be approved before they are published
Aproveite o desconto de 10% na primeira compra. Utilize o código TROPIK10